[Resenha] Duas vezes na floresta escura - Caio Riter

17 de nov de 2014
Duas vezes na floresta escura - Caio Riter
Editora: Gaivota
ISBN: 9788578481353
Ano: 2014
Páginas: 164
Classificação: 
Página do livro no Skoob / Compre!

Susana se sentia sozinha naquela cidade em que pouco havia para se fazer. Susana queria que a mãe retornasse, queria poder voltar para seu quarto, para sua escola, para sua amiga Clara. No entanto, sabia que isso ainda iria demorar. Todavia, aquela vida que, num primeiro momento, lhe pareceu insuportável, sofrida, foi se modificando. A garota conheceu a Bethânia, o Caetano, a Nicole. Conheceu também o César, um garoto estranho, que adorava espionar os outros. Até que uma tragédia se abateu sobre aquela cidade tão pacífica. E Susana e seus novos amigos estavam bem próximos dela. Deles, dependia a solução de um bárbaro crime.
Resenha:
Eu gosto quando uma história me pega pela mão e me conduz. Eu adoro sentar para ler alguns capítulos e não conseguir parar até ter chegado ao fim – do livro. Quando a tarde passa voando mas o tempo escorre sem pressa. Duas vezes na floresta foi assim mesmo. Delicioso.

Quando a gente é jovem muitas das coisas que nos acontecem são moldadas por decisões tomadas por nossos pais. Consequências de escolhas que não fizemos. Suzana acaba de se mudar para uma cidade um tanto que isolada. Seu pai foi transferido no trabalho e apesar do lugar ser pacato e distante da capital, as recompensas prometem fazer valer a pena todo o esforço. É o que o pai de Susana acredita e ela tenta fazer o mesmo.

 Sem internet, sinal de telefone, cinema ou livraria para se distrair, a nossa protagonista vive um momento introspectivo e de reflexões. A floresta que circunda a cidade, tão próxima da casa onde, agora, mora, de alguma forma a atrai. Mal sabe ela que entre aquelas árvores uma reviravolta à espera em um futuro não tão distante. Ela sente falta da antiga rotina e, principalmente, de Clara, sua melhor amiga. A mãe, que está fora do país, fazendo um doutorado sobre o grande Machado de Assis, é um constante alvo de seus pensamentos.

Susana não gostaria de ver a mãe infeliz, ou que ela desistisse de um sonho, mas será que desejar que ela nunca tivesse viajado era egoísmo demais? Ela também tem medo dos pais acabarem se separando. E o amor? Será que ele seria capaz de enfrentar três anos de distancia? A gerente do banco onde o pai de Susana trabalha parece estar presente demais. Interessada demais...

A trama, que é dividida em duas partes, está repleta de notas de rodapé que se conectam com a história. São informações não tão avulsas assim sobre um dos maiores escritores brasileiros de todos os tempos... Como uma forma de se conectar a mãe, e entender essa paixão, Susana passa a conhecer a obra de Machado de Assis mais a fundo. Poderia ser chato ou cansativo, mas não, é extremamente dinâmico e enriquecedor. São observações inteligentes e que se completam com o que acontece no enredo.

Susana acaba fazendo novas amizades, mas, claro, tendo consciência de que Clara jamais poderá ser substituída.  Bethânia se mostra como alguém que estaria ali por Susana. Alguém que a entende. O encantador Caetano desperta coisas boas em nossa protagonista. É bonito de acompanhar mesmo que não seja o foco da história. Ainda no time de personagens temos Cesar. O observador Cesar. Misterioso e dono de comportamentos estranhos, ele parece sempre á espreita. Anotando tudo em sua caderneta, transparecendo felicidade ao se deparar com a angústia alheia.

A primeira parte da história é sobre relacionamentos, sobre adaptar-se e perceber que dá pra ser feliz em qualquer lugar. Não muito, não de forma fácil, às vezes nem dá, é difícil. Vale a pena tentar. Já a segunda parte é sobre um crime. É uma aventura. Um assassinato choca a cidadezinha e Susana e os amigos estão envolvidos. No centro de tudo isso. Sabe o melhor? Eles têm grandes chances de desvendar tudo.

0 comentários:

Postar um comentário

Não esqueça de dar sua opinião nesse espaço.Seu comentário é muito importante.
O QUE ACHOU DESSE POST?

Resenhas

Alien - Alan Dean Foster
A tripulação da nave Nostromo é despertada antes do tempo de seu sono criogênico. Misteriosos sinais vindos dos confins do espaço são recebidos pelo computador de bordo, e a equipe é acionada para...
Star Wars: Um Novo Amanhecer - John Jackson Miller
Desde os terríveis acontecimentos em STAR WARS - Episódio III: A vingança dos Sith, quando todos os Jedi foram perseguidos e condenados à morte, Kanan Jarrus tem...
Eu, Robô - Isaac Asimov
Eu, robô reúne os primeiros textos de Isaac Asimov sobre robôs, publicados entre 1940 e 1950. São nove contos que relatam a evolução dos autômatos através do tempo, e que contêm em suas páginas, pela...
Nosferatu - Joe Hill
ictoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa...

RESENHAS MAIS LIDAS

LEIA MAIS

Resenhas

Só por Hoje e para Sempre - Renato Russo
Entre abril e maio de 1993, Renato Russo passou vinte e nove dias internado numa clínica de reabilitação para dependentes químicos no Rio de Janeiro. Durante...
Espinho de Prata - Raymond E. Feist
Durante quase um ano, a paz reinou nas terras encantadas de Midkemia. Porém, novos desafios aguardam Arutha, o Príncipe de Krondor, quando Jimmy, o mais jovem...
Roleta Russa - Jason Matthews
Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de...
A Desconhecida - Peter Swanson
Uma história sombria, em uma atmosfera romântica e um quê de Hitchcock, sobre um homem que fora arrastado para uma trama irresistível de paixão e assassinato quando um antigo amor reaparece em uma noite de...

MAIS LIDAS

LEIA MAIS