[Resenha] Tormento - John Boyne

30 de jan de 2014
Tormento - John Boyne
Editora: Seguinte
ISBN: 9788565765282
Ano: 2014
Páginas: 88
Classificação: 
Página do livro no Skoob

Danny Delaney curtia tranquilamente as férias, até que sua mãe volta pra casa tarde da noite, escoltada por dois policiais. Ele logo percebe que algo terrível aconteceu. A sra. Delaney havia atropelado um garotinho, que agora está em coma e ninguém sabe se vai acordar. Consumida pela culpa, ela se isola de todos ao seu redor. Caberá a Danny e seu pai impedir que a família se despedace.


Resenha:
Pequenas estórias tornam-se grandes quando acompanhadas de boas narrações. Isso se aplica ao caso de "Tormento", a escrita de John Boyne  te envolve, te leva pelas páginas. Não é o caso de uma trama dotada de reviravoltas mirabolantes ou inusitadas, é um drama familiar bem escrito e delicado, cheio de lições importantes e lembretes válidos.

Danny está de férias, e no auge de seus 12 anos, próximo ao seu aniversário, ele só pensa em andar de bicicleta e se divertir com seu amigo e vizinho Luke. Até que algo ruim acontece e talvez as coisas não fiquem bem tão cedo. Sua mãe acidentalmente atropelara um garotinho e as consequências serão amplamente graves, afetando todos ao redor. Andy está em coma, estável e os médicos não preveem melhoras.

Diante o choque e a pressão repentina dos acontecimentos, a mãe de Danny se mostra bastante abalada, isolando-se e deixando sua família de lado, a culpa a invadiu. Já o pai de Danny comporta-se como um fantasma, perambulando pela casa tentando manter as coisas em ordem, tarefa que não está sendo realizada com sucesso. Danny em meio a isso tudo passa a sentir-se incomodado com os boatos que ouve, sua mãe estava bêbada? Ela será responsável pela morte de um inocente? Por que todos estão agindo de forma estranha? Quando foi que suas férias de verão tornaram-se tão atormentadoras?

Danny nunca sentira tanta falta do irmão mais velho, Pete, que está na faculdade. Ele quer respostas para as suas dúvidas e seu irmão seria o único a dá-las em um momento como esse. Até que, Sarah, a irmã mais velha de Andy, surge inesperadamente na porta de sua casa alegando que o acidente fora sua culpa...

Como o livro é bastante curto, 88 páginas, não vou fazer dessa resenha uma análise aprofundada de cada elemento da narrativa. Danny como a maioria das crianças é subestimado, as explicações nunca chegam completas aos seus ouvidos e ninguém parece perceber que, se está sendo uma barra difícil de segurar para os adultos, o que dizer para um jovem de 12 anos? Luke, o garoto vizinho tem sua própria família, certo? Me digam qual família não tem desavenças? A de Luke também vem com lições próprias. E Tormento é sobre isso, é sobre atitudes necessárias em situações complicadas, é sobre palavras que confortam e evitam problemas, é sobre diálogos e esperança. Sobre enxergar além do presente ruim e conseguir sentir o bom se aproximando...

"Comecei a fechar os olhos e tudo ficou escuro, mas assim que fechei os olhos, senti uma felicidade esquisita." Danny em trecho da página 71. 

10 comentários:

  1. Ainda não tive a chance de conhecer a escrita do John Boyne, mas tenho certeza, pelo que dizem, que é espetacular. Esse livro me chamou bastante atenção, e agora com sua resenha quero lê-lo de vez. Pelo que entendi, é uma grande história escrita em poucas folhas, e isso é bom, não importa o tamanho, e sim a qualidade, e pelo que percebi, a dessa livro é bem alta : )

    ResponderExcluir
  2. Olha pela sinopse já deu perceber que é muito bom ainda mais com o mesmo escritor de ''O Menino do Pijama Listrado''. Bem, ainda mais com a história de uma criança que comove mais,né :'(

    Bjjs'

    ResponderExcluir
  3. O menino do pijama listrado é um dos meus livros prediletos, O Pacifista do Boyne é muito bom também. Gostei de sua resenha, parece uma estória simples pra se ler em poucas horas.

    ResponderExcluir
  4. cara não é um dos livros que me chama atenção, então passo a leitura.
    sei lá, achei sem graça sabe, então pra evitar qualquer coisa nem pretendo ler

    ResponderExcluir
  5. Acho que uma boa escrita, uma boa narrativa, pode tornar enredos chatos ou clichês em grandes histórias.
    Achei a história do livro interessante, apesar de não muito impressionante ou atrativa.
    Se a escrita do autor é boa, acredito que seja sim uma boa leitura.

    Um abraço,
    Dayenne Vieira.

    http://um-momentoasos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Não conheço o autor mas me pareceu muito interessante a história. É uma história mas que é muito comum em famílias que tem adolescentes descobrindo o mundo ao seu redor!

    ResponderExcluir
  7. Não conheço o autor, mas a história parece muito boa. sua resenha foi bem direta, e que chama a atenção para a leitura do livro, acredito que todos passam por momentos difícil, mas que devemos confiar em alguém e desabafar, porque senão ficamos presos numa culpa ou num sofrido, e acabamos não enxergando que fazemos mal as pessoas que estão ao nosso redor.

    ResponderExcluir
  8. Ainda não havia lido nenhuma resenha de algum livro do John Boyne, mas se eu for começar a ler os livros dele, acho que esse será o primeiro a ser lido. A estória é pequena, então acho que não teria muita enrolação quando fosse ler. Adorei a resenha! :-)

    ResponderExcluir
  9. Bacana a história….achei bem interessante o fato da história se passar do ponto de vista do garoto.
    Livro curto é muito bom…dá pra ler em um dia….mas e o preço? Será que é caro ou barato? Vou dar uma pesquisada…se tiver barato, afinal tem poucas páginas, eu compro! =]

    ResponderExcluir
  10. Do John eu só li "O menino do pijama listrado", mas sempre me interessei e busquei outros livros dele. Encontrar essa resenha aqui me animou muito. Gosto da maneira rápida que ele constrói histórias e que mesmo sendo livros curtos que dão para ler em poucas horas conseguem transmitir integralmente a mensagem que ele quer passar.

    ResponderExcluir

Não esqueça de dar sua opinião nesse espaço.Seu comentário é muito importante.
O QUE ACHOU DESSE POST?

Resenhas

Alien - Alan Dean Foster
A tripulação da nave Nostromo é despertada antes do tempo de seu sono criogênico. Misteriosos sinais vindos dos confins do espaço são recebidos pelo computador de bordo, e a equipe é acionada para...
Star Wars: Um Novo Amanhecer - John Jackson Miller
Desde os terríveis acontecimentos em STAR WARS - Episódio III: A vingança dos Sith, quando todos os Jedi foram perseguidos e condenados à morte, Kanan Jarrus tem...
Eu, Robô - Isaac Asimov
Eu, robô reúne os primeiros textos de Isaac Asimov sobre robôs, publicados entre 1940 e 1950. São nove contos que relatam a evolução dos autômatos através do tempo, e que contêm em suas páginas, pela...
Nosferatu - Joe Hill
ictoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa...

RESENHAS MAIS ANTIGAS

LEIA MAIS

Resenhas

Só por Hoje e para Sempre - Renato Russo
Entre abril e maio de 1993, Renato Russo passou vinte e nove dias internado numa clínica de reabilitação para dependentes químicos no Rio de Janeiro. Durante...
Espinho de Prata - Raymond E. Feist
Durante quase um ano, a paz reinou nas terras encantadas de Midkemia. Porém, novos desafios aguardam Arutha, o Príncipe de Krondor, quando Jimmy, o mais jovem...
Roleta Russa - Jason Matthews
Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de...
A Desconhecida - Peter Swanson
Uma história sombria, em uma atmosfera romântica e um quê de Hitchcock, sobre um homem que fora arrastado para uma trama irresistível de paixão e assassinato quando um antigo amor reaparece em uma noite de...

MAIS LIDAS

LEIA MAIS