Concurso de Resenhas - Lorrine Leite

1 de out de 2012
Por favor cuide da mamãe - Kyung-sook Shin
Editora: Intrínseca
ISBN: 8580571324
Ano: 2012
Páginas: 240
Página do livro no skoob

Park So-nyo, 69 anos, mãe de cinco filhos, desapareceu. Ao chegar a Seul para visitá-los, saindo de sua aldeia com o marido, com quem é casada há mais de 50 anos, ela é deixada para trás em meio à multidão em uma plataforma da estação de metrô. Como fez a vida toda, ele simplesmente supôs que a esposa o seguia. Essa é a última vez em que Park é vista. Começa então a procura, liderada pelos filhos e o marido, que se transforma em uma exploração emocional repleta de remorso e marcada pela triste descoberta de uma mulher que ninguém nunca conheceu. Narrado pelas vozes de uma filha, de um filho, do marido e da própria mulher desaparecida, Por favor, cuide da Mamãe é, ao mesmo tempo, um retrato da Coreia do Sul contemporânea e uma história universal sobre família e amor. 

Resenha por Lorrine Leite:
Park So-nyo, ou ‘mamãe’ como é chamada no livro, desapareceu na estação de metrô em Seul quando estava indo visitar os filhos com o marido. A partir daí os membros da família começam uma procura sofrida em busca de ‘Mamãe’.

O livro é dividido em 5 capítulos e cada um é focado em um membro da família. Nos primeiros, temos Chi-Hon, uma das filhas, e Hyong-Chol, o filho mais velho, que vão se lembrando de momentos marcantes com a mãe, compartilhando lembranças da infância, tanto as boas como as ruins. E cada um se pega pensando no que estava fazendo enquanto a mãe se perdia na estação.

A narrativa de Chi-hon, em 2ª pessoa, me estranhou um pouco no início, mas acabei me acostumando. Ela tem seus sentimentos de culpa e pensa sobre várias coisas que ela se arrepende de ter feito, que poderia ter evitado, de ter sido tão contra as ideias da mãe. É muito fácil entender todos esses sentimentos dela se a gente se coloca na mesma situação.

 Há outros capítulos em que a narrativa é em 3ª pessoa, como o de Hyong-Chol, que fica sempre preocupado em estar à altura das expectativas da mãe, principalmente agora que ela não está mais ali.

O marido de Park So-nyo só se dá conta de muitas coisas depois que a esposa desaparece. E essa parte do livro foi a que mais me tocou. Só agora ele pensa nas tantas coisas que a esposa passou, sentiu, mostrou, e ele fingiu não ver. Fiquei emocionada em várias partes que ele ia percebendo tudo que ele fez de errado, percebendo que agora que ela se foi que ele dá a ela o valor merecido.

“Antes de ela desaparecer, você passava dias sem pensar nela. Quando pensava, era para pedir que fizesse alguma coisa, para censurá-la ou ignorá-la. O hábito pode ser algo assustador.” 

A gente vai conhecendo ‘mamãe’ à medida que as pessoas vão se recordando dela, das situações, de seu modo de agir, de sua personalidade. Mas só lá na frente a gente vê que talvez ninguém a conheça de verdade, e me surpreendi com essa mulher que tem medo, que ama e que .

Um livro que me fez pensar em como a gente faz coisas sem perceber, coisas que trazem arrependimento. Será que a gente para pra realmente olhar as pessoas que são tão próximas? Será que a gente dá a atenção que elas merecem? Elas podem desaparecer amanhã, e será que teremos mais uma chance de consertar as coisas?

 O livro é muito bem escrito e traz mensagens muito importantes. Recomendadíssimo!

Um comentário:

Não esqueça de dar sua opinião nesse espaço.Seu comentário é muito importante.
O QUE ACHOU DESSE POST?

TERROR

Jantar Secreto - Raphael Montes
Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de...
Jogos Macabros - R. L. Stine
Conhecido mundialmente por seus livros de terror e suspense, com centenas de milhões de exemplares vendidos, R. L. Stine desponta no cenário da ficção juvenil pela genialidade na criação de enredos sinistros...
Psicose - Robert Bloch
O clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O livro teve dois lançamentos no Brasil, em 1959 e 1964...
Nosferatu - Joe Hill
Victoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa...
O Vale dos Mortos - Rodrigo De Oliveira
Com passagens por Brasília, Estados Unidos, China e França, O Vale dos Mortos baseia-se na profecia de que um planeta intruso ao sistema solar, ao raspar por nossa...

FANTASIA/ POLICIAL

LEIA MAIS

ESPECIAIS ♥

Juntando os Pedaços - Jennifer Niven
Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar...
O Livro de Memórias - Lara Avery
Sammie sempre teve um plano: se formar no ensino médio como a melhor aluna da classe e sair da cidade pequena onde mora o mais rápido possível.E nada vai ficar em seu caminho — nem mesmo uma rara doença...
Simon vs. a agenda Homo Sapiens - Becky Albertalli
Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da...
Quando finalmente voltará a ser como nunca foi - Joachim Meyerhoff
Isso é normal? Crescer entre centenas de pessoas com deficiência física e mental, como o filho mais novo do diretor de um hospital...
Eu Te Darei o Sol - Jandy Nelson
Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia...

POLICIAL

LEIA MAIS