[RESENHA] Estilhaça-me - Tahereh Mafi

16 de mai de 2012
Estilhaça-me - Tahereh Mafi
Editora Novo Conceito
ISBN: 9788563219909
Ano: 2012
Páginas: 304
Página do livro no skoob
Classificação: 

Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro.
Resenha:
Com certeza um dos melhores livros que li até agora nesse ano.Sem exageros.

Protestos.Comícios.Gritos por sobrevivência. Mulheres e crianças morrendo de fome. Carne apodrecida.Tanto de tudo que estivesse morto. O Restabelecimento destruiu tudo, todos os livros, os vestígios da história humana, os animais. Eles dizem que é preciso começar do zero. Dominaram tudo. O Restabelecimento é a nova forma de governo. O céu desaba todos os dias para Juliette.

"Ela é uma arma ambulante na sociedade",foi o que os professores disseram."Nunca vimos algo assim",foi o que os médicos disseram."Ela deve ser retirada de casa",foi o que os policiais disseram.
Sem problema nenhum,foi o que os meus pais disseram.

Trecho da página 42.

Desde pequena ao tocar em qualquer ser vivo, Juliette pode acabar o matando instantaneamente ou no mínimo causando ferimentos sérios.Simples assim. Juliette nunca foi tocada. Dá pra imaginar viver sem um abraço? Dá pra viver sem um abraço dos pais? Juliette tem 17 anos, há 3 vive isolada em um hospício. Até que ela recebe um companheiro de cela, Adam. Adam, o grande amor de Juliette. Durante todo esse tempo ela foi monitorada por Warner, o chefe do Restabelecimento. Ele tem planos para Juliette, ele a quer como arma. Mas Juliette é boa. Não quer usar seu "dom" contra ninguém. Juliette tem escolha?

Certo, não posso elaborar sem contar pontos importantes. O livro é genial, eu não tiro nem coloco nada.
A fragilidade de Juliette que encomodou tanta gente, como li em diversas resenhas, é totalmente justificada. Ela tem motivos para ser frágil, ela é intocável, ela nunca teve relacionamentos, vocês entendem o nível?
Adam é um ótimo personagem. Warner é um ótimo vilão. Tahereh Mafi me conquistou. Juliette não pode ser tocada. É presa. Aparece Adam. Adam o amor de Juliette. Adam o único que sempre a protegeu de todos,o único que a entendeu. O único que pode.Warner. O vilão diabólico e persistente. Ele também pode. Os capítulos são super curtos e são 50 no total.De certa forma faz com que a leitura seja mais rápida. Na verdade,o livro é tão bom que a leitura seria rápida de qualquer forma. Tenho que falar do meu momento preferido do livro. Que é a quase relação sexual do Adam e da Juliette, eu sei, é um spoiler, mas observem o quanto é linda a narração. Por favor leiam esse livro e se apaixonem, sério.

8 comentários:

  1. Foi uma boa leitura, mas confesso que esperava mais =/
    Esperando a continuação agora.

    ResponderExcluir
  2. Estilhaça-me e Liberta-me são dois desejos literários que tenho!

    ResponderExcluir
  3. Esse livro é maravilhoso, amo, amo... Tô lendo agora o e-book Destrua-me e não quero demorar a ler Liberta-me... Warner é puro amor <3

    ResponderExcluir
  4. Esse livro é EXCELENTE! Viciei no primeiro e já li o segundo e nao posso esperar pelo terceiro! Sou apaixonada pelos personagens e pela história, mesmo que as vezes seja bem parecido com X-Men..kkkkkk mas eu amo o triangulo amoroso principal!

    ResponderExcluir
  5. Eu quero muuuuuito esse livro, já tinha ouvido falar muito bem dele, e ao que parece vc tem a mesma opinião ;)
    Adoro quando escritores exploram "novos" governos e povos devastados
    Muito bom

    ResponderExcluir
  6. Esse livro deve ser massa,sem dúvida.Enquanto lia a resenha,só pensava em uma personagem dos X-men que adoro,a vampira rsrs.
    Não conhecia a história e fiquei :O
    Deve ser mto difícil não poder abraçar e ser tocada.Quero ler,sem dúvida.

    ResponderExcluir
  7. Ainda não entendo o motivo de todas as pessoas terem gostado tanto deste livro. Ele é bom, eu concordo completamente, mas não é o tipo de livro que você pire completamente para ler, não é como A Seleção que te prende do começo ao fim. Em “Estilhaça-me” eu só comecei a me interessa mesmo pela estória lá pela capítulo 20, o que não é nada agradável, porque antes disto eu pensei realmente em abandonar por está morrendo de tédio, mas uma amiga insistiu para que eu continuasse e assim o fiz até finalmente chegar a um momento em que ele começo a me agradar. O enredo é interessante, bem elaborado, tem uma proposta muito boa, mas a forma como a autora desenvolveu foi precária e extremamente tediosa, ela poderia ter acelerado mais os fatos iniciais para que assim chegasse logo a parte que realmente te prende.

    ResponderExcluir
  8. Eu me apaixonei de cara pela capa, a estória me chamou muito a atenção, fiquei pensando que coisa triste não poder tocar e ser tocada, é tão bom um abraço ou até mesmo um aperto de mão das outras pessoas, fiquei no lugar dela, e isso é realmente triste..livro perfeito..

    ResponderExcluir

Não esqueça de dar sua opinião nesse espaço.Seu comentário é muito importante.
O QUE ACHOU DESSE POST?

Resenhas

Alien - Alan Dean Foster
A tripulação da nave Nostromo é despertada antes do tempo de seu sono criogênico. Misteriosos sinais vindos dos confins do espaço são recebidos pelo computador de bordo, e a equipe é acionada para...
Star Wars: Um Novo Amanhecer - John Jackson Miller
Desde os terríveis acontecimentos em STAR WARS - Episódio III: A vingança dos Sith, quando todos os Jedi foram perseguidos e condenados à morte, Kanan Jarrus tem...
Eu, Robô - Isaac Asimov
Eu, robô reúne os primeiros textos de Isaac Asimov sobre robôs, publicados entre 1940 e 1950. São nove contos que relatam a evolução dos autômatos através do tempo, e que contêm em suas páginas, pela...
Nosferatu - Joe Hill
ictoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa...

RESENHAS MAIS ANTIGAS

LEIA MAIS

Resenhas

Só por Hoje e para Sempre - Renato Russo
Entre abril e maio de 1993, Renato Russo passou vinte e nove dias internado numa clínica de reabilitação para dependentes químicos no Rio de Janeiro. Durante...
Espinho de Prata - Raymond E. Feist
Durante quase um ano, a paz reinou nas terras encantadas de Midkemia. Porém, novos desafios aguardam Arutha, o Príncipe de Krondor, quando Jimmy, o mais jovem...
Roleta Russa - Jason Matthews
Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de...
A Desconhecida - Peter Swanson
Uma história sombria, em uma atmosfera romântica e um quê de Hitchcock, sobre um homem que fora arrastado para uma trama irresistível de paixão e assassinato quando um antigo amor reaparece em uma noite de...

MAIS LIDAS

LEIA MAIS