[Resenha] Kenobi - John Jackson Miller

26 de set de 2015
Star Wars: Kenobi - John Jackson Miller
Editora: Aleph
ISBN-10: 8576571994
Ano: 2015
Páginas: 528
Classificação: 
Página do livro no Skoob
A República foi destruída, e agora a galáxia é governada pelos terríveis Sith. Obi-Wan Kenobi, o grande cavaleiro Jedi, perdeu tudo... menos a esperança. Após os terríveis acontecimentos que deram fim à República, coube ao grande mestre Jedi Obi-Wan Kenobi a missão de proteger aquele que pode ser a última esperança da resistência ao Império. Vivendo entre fazendeiros no remoto e desértico planeta Tatooine, nos confins da galáxia, o que Obi-Wan mais deseja é manter-se no completo anonimato e, para isso, evita o contato com os moradores do local. No entanto, todos esses esforços podem ser em vão quando o “Ben Maluco”, como o cavaleiro passa a ser conhecido, se vê envolvido na luta pela sobrevivência dos habitantes de um oásis esquecido no meio do deserto e em seu conflito contra o perigoso Povo da Areia.

Resenha por Carol Teles:
Provavelmente eu serei suspeita para falar de todo e qualquer livro que tenha o universo de Guerra nas Estrelas como pano de fundo. Sou uma aficionada pela saga, e quando digo aficionada falo realmente daquelas que tem pastas de colecionador com fotos dos filmes e guarda os ingressos dos últimos três deles que saíram no cinema. Então voltar a me inserir naquele mundo é encher meu coração de felicidade, mesmo se o livro não for tão bom, o que – GRAÇAS A DEUS – não foi o caso de Kenobi. Esse é uma espécie de livro de transição daquilo que se conhece no cinema sobre a saga. Uma época em que não sabemos muita coisa além de pequenas falas de Obi-Wan Kenobi no episódio Uma Nova Esperança, e outras tantas de Luke, nesse e nos filmes posteriores em ordem cronológica de acontecimentos.

O que acontece aqui é o seguinte... Saca aquele momento onde Luke e Leia são separados depois da queda da República? Isso mesmo, quando os Jedi começam a ser caçados e mortos? Pois é. Acontece que, para proteger os bebês, que certamente terão a Força do pai, os remanescentes do lado bom resolvem mandá-los para o mais longe possível, e totalmente no anonimato. Então Leia é mandada para viver como princesa, e Luke é enviado para morar com os tios, em Tatooine. Para proteger o garoto, Obi-Wan vai junto. Deixa o nome de lado, passando a ser tratado como Ben, e virando um fazendeiro local no incrível deserto de Tatooine.

 É um livro que alguns fãs poderão não gostar pela falta de aparição de personagens conhecidos, já que foi um período de reclusão, tanto de Ben, como de Luke. Pessoalmente isso não me incomodou. Incomodaria-me se em tantos sistemas, um Darth Vader aparecesse do nada para fazer uma visita a Tatooine e tomar um café. E o autor soube tanto fazer o enredo, que criou mais um leque de outros personagens incríveis e que fizeram levantamentos importantes sobre moralidade e a luta interna entre o bem e o mal, sem precisar usar um sabre de luz para isso.

Tem momentos arrastados, o que era de se esperar de um livro sobre um protagonista solitário e amargurado vivendo em um deserto. Ele tem altos diálogos com Quin-Gon Jin no estilo Jedi, e são neles que entendemos como Ben sofre por tudo o que aconteceu com seus companheiros, e a queda de Anakin para o lado negro da Força. Contudo, mesmo com esses momentos reflexivos, podemos acompanhar um clima faroeste que ficou bem interessante nesse livro. Troca de tiros, bichos correndo soltos, o incrível Povo da Areia (Tusken)... As pequenas coisas que dão ação a essa história. Uma ação com cara de filme do Clint Eastwood, e que deixa os aficionados pelo gênero salivando, o que foi o meu caso. Demorei a ler esse livro unicamente por causa da minha crise literária. Não conseguia começar nada, e terminar era uma tortura.

Demorei meses para concluir essa leitura, mas em absoluto foi culpa dela. O livro é incrível para quem não acompanha o universo Star Wars, e um completo deleite para quem é familiarizado com Ben Kenobi e com o deserto de Tatooine. Amei o livro do começo ao fim! E se a Aleph sempre me presentear com esses maravilhosos arcos da série, morrerei feliz próximo da saga que tanto amo. Velha, e ainda mantendo miniaturas de Millenium Falcon na estante de casa, justificando que é para meu filho, invés de mim. Que a força esteja com vocês.


Quase formada em Letras; quase formada em Biblioteconomia, sou altamente inquieta e tenho problemas em terminar coisas que comecei. Durmo pouco e com milhões de travesseiros. Sou chocólatra e passo parte do meu dia em uma Interprise ou Millenium Falcon porque meu filho vive no espaço. Perco-me na vida. Encontro-me nos livros.

0 comentários:

Postar um comentário

Não esqueça de dar sua opinião nesse espaço.Seu comentário é muito importante.
O QUE ACHOU DESSE POST?

Resenhas

Alien - Alan Dean Foster
A tripulação da nave Nostromo é despertada antes do tempo de seu sono criogênico. Misteriosos sinais vindos dos confins do espaço são recebidos pelo computador de bordo, e a equipe é acionada para...
Star Wars: Um Novo Amanhecer - John Jackson Miller
Desde os terríveis acontecimentos em STAR WARS - Episódio III: A vingança dos Sith, quando todos os Jedi foram perseguidos e condenados à morte, Kanan Jarrus tem...
Eu, Robô - Isaac Asimov
Eu, robô reúne os primeiros textos de Isaac Asimov sobre robôs, publicados entre 1940 e 1950. São nove contos que relatam a evolução dos autômatos através do tempo, e que contêm em suas páginas, pela...
Nosferatu - Joe Hill
ictoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa...

RESENHAS MAIS LIDAS

LEIA MAIS

Resenhas

Só por Hoje e para Sempre - Renato Russo
Entre abril e maio de 1993, Renato Russo passou vinte e nove dias internado numa clínica de reabilitação para dependentes químicos no Rio de Janeiro. Durante...
Espinho de Prata - Raymond E. Feist
Durante quase um ano, a paz reinou nas terras encantadas de Midkemia. Porém, novos desafios aguardam Arutha, o Príncipe de Krondor, quando Jimmy, o mais jovem...
Roleta Russa - Jason Matthews
Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de...
A Desconhecida - Peter Swanson
Uma história sombria, em uma atmosfera romântica e um quê de Hitchcock, sobre um homem que fora arrastado para uma trama irresistível de paixão e assassinato quando um antigo amor reaparece em uma noite de...

MAIS LIDAS

LEIA MAIS