[Resenha] Boneca de Ossos - Holly Black

12 de mai de 2014
Boneca de Ossos - Holly Black
Editora: Novo Conceito / #Irado
ISBN: 9788581633916
Ano: 2014
Páginas: 224
Classificação: 
Página do livro no Skoob / Compre!
POPPY, ZACH E ALICE sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam. Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo...
 Resenha:
Boneca de Ossos é irrevogavelmente apaixonante. 

Zach é o pirata William, a Lâmina, Alice é a ladra Lady Jaye e Poppy no momento é uma sereia vilã com planos maquiavélicos. O trio se conhece desde criança e sempre costumou brincar com bonecos e criar as mais mirabolantes histórias, com uma imaginação fértil, eles elaboram todo tipo de aventura e reviravoltas inesperadas são frequentes. Tudo é possível nesse mundo próprio e surreal, não há cenário impossível de ser pintado com suas mentes porém uma coisa é certa: a Rainha, uma boneca de porcelana feita com ossos de verdade guardada a sete chaves na cristaleira da mãe de Poppy, não deveria ser tocada jamais, ela valia muito dinheiro e causava calafrios ao trio.

Perceberemos que essa rotina de brincadeiras e fantasias involuntariamente ou inconscientemente, refletem particularidades próprias e detalhes pessoais do trio nos bonecos com que brincam. O pai de Zach abandonou a família por três anos e quando retornou jogou fora todos os brinquedos do garoto, como se fosse simples recuperar o tempo perdido e ganhar o troféu de Pai do Ano fazendo uma burrada dessa. Alice nunca conheceu seus pais e vive com sua vó controladora, a garota não tem espaço algum e sente-se sufocada com tantas regras. Poppy percebe que seus melhores amigos estão diferentes, eles estão amadurecendo rápido demais ou seja lá o que signifique tantas mudanças... Será que o trio está grande demais para brincadeiras?

Como uma resposta para a questão, um fantasma de verdade surge para Poppy no meio da noite. Uma assombração, um pedido de socorro macabro. Eleanor Kerchner era seu nome, a garota fantasma alega que só descansará em paz quando seus ossos forem enterrados em seu próprio túmulo. A Rainha fora feita com seus ossos e deve ser enterrada. Se Zach, Poppy e Alice não ajudarem irão se arrepender... Quando Poppy fornece uma prova incontestável da veracidade do recado, o trio foge na calada da noite para uma cidade desconhecida, eles precisam encontrar o cemitério certo e completar a missão com sucesso antes que seus familiares percebam o sumiço.

Obviamente não será nada fácil, pelo caminho muitos acontecimentos estranhos e assustadores os esperam e parece que a boneca de ossos tem vida própria... Brigas são inevitáveis e segredos virão à tona... Ao mesmo tempo em que querem acreditar em toda a história de Poppy, Alice e Zach temem o mesmo. Seria possível? Um fantasma? Diferente das brincadeiras que criavam, eles não poderiam interferir ao ponto de tudo ser moldado da forma que desejassem, a vida real é mais complicada, mais assustadora. Até o desfecho nossos protagonistas irão descobrir toda a história de Eleanor Kerchner e a boneca de ossos... Bem, se saírem vivos, claro.


Uma trama infantil com direito a possessão, fantasmas e uma maldição assustadora. É impossível não encantar-se logo nas primeiras páginas do livro. Apesar de ser dedicado ao público mais jovem, qualquer admirador de uma estória bem contada tem chances de terminar Boneca de Ossos com um sorriso no rosto. Os personagens são bem construídos e inteligentes, as problemáticas de cada um são reais e identificáveis. A narrativa é feita em terceira pessoa e o livro conta com ilustrações lindas que retratam os melhores momentos. Foi como voltar à infância e reviver os contos horripilantes que ouvia de familiares e assistia na Tv. A estreia do selo #Irado da Editora Novo Conceito não poderia ter sido mais bacana 



0 comentários:

Postar um comentário

Não esqueça de dar sua opinião nesse espaço.Seu comentário é muito importante.
O QUE ACHOU DESSE POST?

TERROR

Jantar Secreto - Raphael Montes
Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de...
Jogos Macabros - R. L. Stine
Conhecido mundialmente por seus livros de terror e suspense, com centenas de milhões de exemplares vendidos, R. L. Stine desponta no cenário da ficção juvenil pela genialidade na criação de enredos sinistros...
Psicose - Robert Bloch
O clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O livro teve dois lançamentos no Brasil, em 1959 e 1964...
Nosferatu - Joe Hill
Victoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa...
O Vale dos Mortos - Rodrigo De Oliveira
Com passagens por Brasília, Estados Unidos, China e França, O Vale dos Mortos baseia-se na profecia de que um planeta intruso ao sistema solar, ao raspar por nossa...

FANTASIA/ POLICIAL

LEIA MAIS

ESPECIAIS ♥

Juntando os Pedaços - Jennifer Niven
Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar...
O Livro de Memórias - Lara Avery
Sammie sempre teve um plano: se formar no ensino médio como a melhor aluna da classe e sair da cidade pequena onde mora o mais rápido possível.E nada vai ficar em seu caminho — nem mesmo uma rara doença...
Simon vs. a agenda Homo Sapiens - Becky Albertalli
Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da...
Quando finalmente voltará a ser como nunca foi - Joachim Meyerhoff
Isso é normal? Crescer entre centenas de pessoas com deficiência física e mental, como o filho mais novo do diretor de um hospital...
Eu Te Darei o Sol - Jandy Nelson
Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia...

POLICIAL

LEIA MAIS