[Resenha] Boneca de Ossos - Holly Black

12 de mai de 2014
Boneca de Ossos - Holly Black
Editora: Novo Conceito / #Irado
ISBN: 9788581633916
Ano: 2014
Páginas: 224
Classificação: 
Página do livro no Skoob / Compre!
POPPY, ZACH E ALICE sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam. Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo...
 Resenha:
Boneca de Ossos é irrevogavelmente apaixonante. 

Zach é o pirata William, a Lâmina, Alice é a ladra Lady Jaye e Poppy no momento é uma sereia vilã com planos maquiavélicos. O trio se conhece desde criança e sempre costumou brincar com bonecos e criar as mais mirabolantes histórias, com uma imaginação fértil, eles elaboram todo tipo de aventura e reviravoltas inesperadas são frequentes. Tudo é possível nesse mundo próprio e surreal, não há cenário impossível de ser pintado com suas mentes porém uma coisa é certa: a Rainha, uma boneca de porcelana feita com ossos de verdade guardada a sete chaves na cristaleira da mãe de Poppy, não deveria ser tocada jamais, ela valia muito dinheiro e causava calafrios ao trio.

Perceberemos que essa rotina de brincadeiras e fantasias involuntariamente ou inconscientemente, refletem particularidades próprias e detalhes pessoais do trio nos bonecos com que brincam. O pai de Zach abandonou a família por três anos e quando retornou jogou fora todos os brinquedos do garoto, como se fosse simples recuperar o tempo perdido e ganhar o troféu de Pai do Ano fazendo uma burrada dessa. Alice nunca conheceu seus pais e vive com sua vó controladora, a garota não tem espaço algum e sente-se sufocada com tantas regras. Poppy percebe que seus melhores amigos estão diferentes, eles estão amadurecendo rápido demais ou seja lá o que signifique tantas mudanças... Será que o trio está grande demais para brincadeiras?

Como uma resposta para a questão, um fantasma de verdade surge para Poppy no meio da noite. Uma assombração, um pedido de socorro macabro. Eleanor Kerchner era seu nome, a garota fantasma alega que só descansará em paz quando seus ossos forem enterrados em seu próprio túmulo. A Rainha fora feita com seus ossos e deve ser enterrada. Se Zach, Poppy e Alice não ajudarem irão se arrepender... Quando Poppy fornece uma prova incontestável da veracidade do recado, o trio foge na calada da noite para uma cidade desconhecida, eles precisam encontrar o cemitério certo e completar a missão com sucesso antes que seus familiares percebam o sumiço.

Obviamente não será nada fácil, pelo caminho muitos acontecimentos estranhos e assustadores os esperam e parece que a boneca de ossos tem vida própria... Brigas são inevitáveis e segredos virão à tona... Ao mesmo tempo em que querem acreditar em toda a história de Poppy, Alice e Zach temem o mesmo. Seria possível? Um fantasma? Diferente das brincadeiras que criavam, eles não poderiam interferir ao ponto de tudo ser moldado da forma que desejassem, a vida real é mais complicada, mais assustadora. Até o desfecho nossos protagonistas irão descobrir toda a história de Eleanor Kerchner e a boneca de ossos... Bem, se saírem vivos, claro.


Uma trama infantil com direito a possessão, fantasmas e uma maldição assustadora. É impossível não encantar-se logo nas primeiras páginas do livro. Apesar de ser dedicado ao público mais jovem, qualquer admirador de uma estória bem contada tem chances de terminar Boneca de Ossos com um sorriso no rosto. Os personagens são bem construídos e inteligentes, as problemáticas de cada um são reais e identificáveis. A narrativa é feita em terceira pessoa e o livro conta com ilustrações lindas que retratam os melhores momentos. Foi como voltar à infância e reviver os contos horripilantes que ouvia de familiares e assistia na Tv. A estreia do selo #Irado da Editora Novo Conceito não poderia ter sido mais bacana 



0 comentários:

Postar um comentário

Não esqueça de dar sua opinião nesse espaço.Seu comentário é muito importante.
O QUE ACHOU DESSE POST?

Resenhas

Alien - Alan Dean Foster
A tripulação da nave Nostromo é despertada antes do tempo de seu sono criogênico. Misteriosos sinais vindos dos confins do espaço são recebidos pelo computador de bordo, e a equipe é acionada para...
Star Wars: Um Novo Amanhecer - John Jackson Miller
Desde os terríveis acontecimentos em STAR WARS - Episódio III: A vingança dos Sith, quando todos os Jedi foram perseguidos e condenados à morte, Kanan Jarrus tem...
Eu, Robô - Isaac Asimov
Eu, robô reúne os primeiros textos de Isaac Asimov sobre robôs, publicados entre 1940 e 1950. São nove contos que relatam a evolução dos autômatos através do tempo, e que contêm em suas páginas, pela...
Nosferatu - Joe Hill
ictoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa...

RESENHAS MAIS ANTIGAS

LEIA MAIS

Resenhas

Só por Hoje e para Sempre - Renato Russo
Entre abril e maio de 1993, Renato Russo passou vinte e nove dias internado numa clínica de reabilitação para dependentes químicos no Rio de Janeiro. Durante...
Espinho de Prata - Raymond E. Feist
Durante quase um ano, a paz reinou nas terras encantadas de Midkemia. Porém, novos desafios aguardam Arutha, o Príncipe de Krondor, quando Jimmy, o mais jovem...
Roleta Russa - Jason Matthews
Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de...
A Desconhecida - Peter Swanson
Uma história sombria, em uma atmosfera romântica e um quê de Hitchcock, sobre um homem que fora arrastado para uma trama irresistível de paixão e assassinato quando um antigo amor reaparece em uma noite de...

MAIS LIDAS

LEIA MAIS