[Resenha] Seis coisas impossíveis - Fiona Wood

11 de dez de 2013
Seis coisas impossíveis - Fiona Wood
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581633251
Ano: 2013
Páginas: 272
Classificação: 
Página do livro no Skoob
Dan Cereill levou um encontrão da vida: seu pai faliu, assumiu que é gay e separou-se de sua mãe, tudo de uma vez só. Enquanto isso, sua mãe recebeu de herança uma casa tombada pelo patrimônio histórico que cheira a xixi de cachorro, mas que não pode ser reformada... E, agora, Dan está vivendo em uma casa-relíquia que parece um chiqueiro, com uma mãe supertriste e sem conseguir falar com o pai — que ele ama muito. Suas únicas distrações são sua vizinha perfeita, Estelle, e uma lista de coisas impossíveis de fazer, como: 1. Beijar a garota. 2. Arrumar um emprego. 3. Dar uma animada na mãe. 4. Tentar não ser um nerd completo. 5. Falar com o pai quando ele liga. 6. Descobrir como ser bom e não sair abandonando os outros por aí... Mas impossível mesmo será: 1. Não torcer para que Dan supere seus problemas. 2. Não rir muito com os devaneios dele. 3. Não querer ter um cachorrinho como Howard. 4. Não desejar que a mãe de Dan encontre a felicidade. 5. Parar de ler este livro. 6. Não querer abraçar o livro depois de tê-lo terminado...

Resenha:
O ponto mais positivo de todo o enrendo, que faz a estória ser coesa, é o fato da linguagem usada na narração ser coerente com a idade do protagonista. Seus comportamentos, anseios e devaneios são equivalentes a sua fase. Por mais que eu entenda que há pessoas que são mais maduras ou não, que outras, independente de quantos anos possui, nada me irrita mais que adultos com questionamentos e comportamentos de pré-adolescentes. Me entendem? Aquele personagem de vinte e tantos anos que age como uma criança boba e sem experiência nenhuma de vida, transformando algo simples em uma questão existencial sem sentido.Óbvio que tudo depende de contextos e situações. Em Seis coisas impossíveis, Dan Cereill (leia-se surreal, e não cereal) tem 14 anos de idade e comporta-se como um adolescente de 14 anos.

Dan Cereill acaba de entrar conflito. O casamento de seus pais chegou ao fim após seu pai perder a fortuna da família e assumir-se gay. Diante de tantas dificuldades, nosso carismático protagonista elaborou uma lista de seis coisas que ele considera impossível de tornarem-se possíveis, a trama se desenrola em torno de todas as façanhas que serão realizadas para a tal lista ser realizada com sucesso. O primeiro choque de realidade que Dan enfrentará é sua nova escola, ele pode seguir o conselho dado pela mãe e ser ele mesmo, mas isso implica em ser aberto em relação a tudo que está passando. Essa não é uma opção. Vivendo em uma casa herdada que cheira a xixi e pede reformas, Julie, a mãe do garoto, numa tentativa de conseguir dinheiro para manter a casa e liquidar as dívidas, inicia um negócio de bolos de casamento. Quando Dan percebe que as mágoas da mãe estão interferindo drasticamente no atendimento aos clientes, que saem chorando após as conversas que deveriam se restringir a recheios e prazos, ele sabe que precisa arranjar um emprego. Os capítulos que envolvem a fragilidade da mãe são bastante divertidos de tão trágicos, afinal, ela foi abandonada pelo marido gay e está por um fio de perder a sanidade mental. Dan precisa anima-la, ser o homem de 14 anos da casa mofada.

Na escola, ele pretender ser neutro, passar despercebido e checar primeiramente onde se encaixa, mas quando se tem um excelente histórico escolar isso não é tarefa muito fácil. Logo Jayzo, um garoto popular e metido, terá um papel importante em tornar sua vida um inferno, atrapalhando totalmente o item principal da lista de Dan: beijar a garota pelo qual ele é apaixonado, Estelle. Dan e Estelle dividem uma parede, eles são vizinhos e seus sotãos são interligados. Não se conhecem, nunca conversaram, mas Dan sabe absolutamente tudo a respeito da garota. Como isso é possível? Esse é um dos grandes mistérios do livro. Um segredo. Talvez você fique chateado quando descubra mas acho difícil. Eu não consegui. O mais interessante é que eles combinam em tudo, até nas bandas prediletas. Tudo seria mais fácil se ela não o ignorasse totalmente e ele fosse mais hábil em quesitos sociais. É de ferver o coração tamanha impaciência lendo as burradas do rapaz, ele age como um completo imbecil diversas vezes em variadas situações. No decorrer do enrendo eles se tornarão mais próximos e esse tal segredo será um peso enorme a ser resolvido. Mas parece que Estelle já tem companhia para o baile do nono ano... O garoto do CD...

Infelizmente o item da lista que mais despertava curiosidade em relação ao desfecho, que era relacionado a retomada do contato com o pai, não teve um desfecho totalmente satisfatório para mim. Durante toda a narração, que é feita em primeira pessoa pelo Dan, percebemos o distanciamento que ele faz questão de manter em relação as ligações insistentes do pai. Compreensível, é necessário tempo para digerir isso e o desfecho não foi de todo ruim mas pecou por um quesito importantíssimo quando se trata de um tema central de livro: a emoção. Eu penso que poderia ter sido explorado de forma muito mais abrangente e forte.

É uma estória de temática juvenil que envolve questões cruciais da adolescência retratadas de forma leve, sutil e divertida. O tão temido primeiro beijo, a homossexualidade, bullying, aceitação, a estrutura familiar e suas diversas problemáticas, a leal amizade e as responsabilidades ganhas nesse tal processo de crescer. Personagens como o casal mais nerd de todos os tempos, Fred e Lou, e Howard, o cachorro que veio junto a casa herdada, fazem da estória um prato cheio de elementos responsáveis pelo sucesso.

14 comentários:

  1. Estava curioso por essa resenha, desde que vi o book trailer que me chamou atenção.
    Mas não sei se me interessei.
    Parece muito juvenil para mim.
    Mas sei de uma garota que iria adorar esse livro, eu acho. Vou indicar à ela.

    ResponderExcluir
  2. Adorei sua resenha e PRECISO desse livro. Que capa <3

    ResponderExcluir
  3. Se não me engano já li uma resenha sobre esse livro, até agora foram positivas com relação ao livro
    Eu curto personagens com essa idade, 13/14 anos, é uma fase muito complicada e dá pra abordar vários assuntos

    ResponderExcluir
  4. Resenha muito boa! : ) Me deixou com MUITA vontade de ler esse livro. É como a Larissa disse. Personagens com 13/14 anos dão um bom pano pra manga (nossa! que expressão'-'). E achei a sinopse muito boa, retratando toda essa problemática que acontece nessa idade (é o que eu diga :v)

    ResponderExcluir
  5. Resenha otêeema, como sempre. Mas achei um pouco clichê, personagem adolescente, problemas familiares, problemas com opção sexual... to numa fase meio fugindo da realidade, lendo livros improváveis, ficção.. por aí.

    ResponderExcluir
  6. eu até curti o livro, só achei q poderia ser melhor
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  7. Vi este livro em muitas Caixas de Correio, mas nenhum resenha. Considerei lê-lo somente pela capa, e agora com certeza lerei após essa resenha.
    Parece ser um livro bem triste, este menino deve ter enfrentado uma barra. E como adoro coisas triste vou colocar na minha wishlist de natal. Hahahaha
    http://nuvensdecrepom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu não tinha vontade de ler esse livro, mas nas poucas resenhas que li eu mudei de opinião.
    É um livro bem juvenil mesmo, dá pra perceber, mas eu gosto dos temas abordados. Principalmente por ser um adolescente de 14 anos que passou poucas e boas narrando, acho que é fácil de se identificar e querer acolher o personagem. E tirando as partes mais tensas das mudanças que ele passou, acho que o livro pode ser divertido demais também em relação a lista de coisas impossíveis e ele tentando resolve-las !

    Beijos =)

    ResponderExcluir
  9. acho a história leve e bem propicia
    a adolescência quando retratada de forma mais leve é bem bacana e essa sinopse ta diva!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Nunca tinha ouvido falar nesse livro mas pela sinopse e a resenha me interessei muito. Achei interessante a história. Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  11. Oi Felipe, tudo bem??
    Este livro esta na minha lista de desejados há algum tempo, pois parece uma historia leve, mas ao mesmo tempo deixa algum tipo de lição, até pela idade do protagonista, Achei demais o que você falou sobre a "mentalidade" de alguns personagens pois é algo que sempre acontece, mas 14 anos é a idade correta para agir e se conhecer.
    Estou ainda mais animada pela leitura deste livro.
    Abraços!!

    ResponderExcluir
  12. Hmm... Antes eu estava 100% certa de que queria ler esse livro, agora rolou uma certa dúvida mas acho que vou arriscar haha. Espero não me decepcionar :)

    ResponderExcluir
  13. Nunca tinha lido nada sobre este livro, NADA mesmo, já tinha ouvido falar o nome do título, só isso. Mas agora, lendo sua resenha, tô aqui me perguntando onde estava, tô precisando parar de preconceito com os títulos dos livros. kkkkkkkk... Pois me diz se este livro não parece ser livro de autoajuda, hein?
    Agora tô aqui louca de vontade de lê-lo.

    ResponderExcluir
  14. Só de ler a sinopse do livro rir muito..Quero muito ler esse livro. Adorei sua resenha..

    ResponderExcluir

Não esqueça de dar sua opinião nesse espaço.Seu comentário é muito importante.
O QUE ACHOU DESSE POST?

TERROR

Jantar Secreto - Raphael Montes
Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de...
Jogos Macabros - R. L. Stine
Conhecido mundialmente por seus livros de terror e suspense, com centenas de milhões de exemplares vendidos, R. L. Stine desponta no cenário da ficção juvenil pela genialidade na criação de enredos sinistros...
Psicose - Robert Bloch
O clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O livro teve dois lançamentos no Brasil, em 1959 e 1964...
Nosferatu - Joe Hill
Victoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa...
O Vale dos Mortos - Rodrigo De Oliveira
Com passagens por Brasília, Estados Unidos, China e França, O Vale dos Mortos baseia-se na profecia de que um planeta intruso ao sistema solar, ao raspar por nossa...

FANTASIA/ POLICIAL

LEIA MAIS

ESPECIAIS ♥

Juntando os Pedaços - Jennifer Niven
Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar...
O Livro de Memórias - Lara Avery
Sammie sempre teve um plano: se formar no ensino médio como a melhor aluna da classe e sair da cidade pequena onde mora o mais rápido possível.E nada vai ficar em seu caminho — nem mesmo uma rara doença...
Simon vs. a agenda Homo Sapiens - Becky Albertalli
Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da...
Quando finalmente voltará a ser como nunca foi - Joachim Meyerhoff
Isso é normal? Crescer entre centenas de pessoas com deficiência física e mental, como o filho mais novo do diretor de um hospital...
Eu Te Darei o Sol - Jandy Nelson
Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia...

POLICIAL

LEIA MAIS