[Resenha] Um gato de rua chamado Bob - James Bowen

19 de jul de 2013
Um gato de rua chamado Bob - James Bowen
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581631523
Ano: 2013
Páginas: 240
Classificação: 
Página do livro no Skoob

Quando James Bowen encontrou um gato ferido, enrolado no corredor de seu alojamento, ele não tinha ideia do quanto sua vida estava prestes a mudar. Bowen vivia nas ruas de Londres, lutando contra a dependência química de heroína, e a última coisa de que ele precisava era de um animal de estimação. No entanto, ele ajudou aquele inteligente gato de rua, a quem batizou de Bob (porque tinha acabado de assistir a Twin Peaks). Depois de cuidar do gatinho e trazer-lhe a saúde de volta, James Bowen mandou-o embora imaginando que nunca mais o veria. Mas Bob tinha outras ideias. Logo os dois tornaram-se inseparáveis, e suas aventuras divertidas — e, algumas vezes, perigosas — iriam transformar suas vidas e curar, lentamente, as cicatrizes que cada um dos dois trazia de seus passados conturbados.
Resenha:
James Bowen era um músico fracassado  em um programa de recuperação contra as drogas, sua existência era precária em uma moradia subvenciada, seu sustento era ganho nas ruas com sua guitarra e a bondade das pessoas. Quando um gato laranja aparece próximo a seu apartamento, claramente necessitando de uma boa refeição e uma boa dose de amor, as vidas de ambos tomam rumos inesperados.

Diante das circunstâncias e nomeando o gato como Bob, James resolve cuidar do bichano. Cuidar de si próprio já era uma responsabilidade bastante difícil.  Haviam muitos aspectos a serem levados em conta: ele poderia ter fugido ou se perdido, ele poderia ter dono, como ele chegara até ali e como sobrevivera nas ruas. Ao longo dos capítulos essa preocupação é constante, mesmo com Bob demonstrando cada vez mais seu apego ao novo dono, a ideia de que um dia ele poderia simplesmente ir embora perturbava James. Uma coisa é certa, eles tinham algo em comum, a rua era o lar de ambos agora, e seus passados sempre seriam uma curiosidade.

A história narrada no livro é real e o torna mais tocante. Uma dúvida que me perseguia em relação ao James era como ele havia parado nas ruas, e logo de início descobrimos os motivos. Vamos viajar nas lembranças e acompanhar o relacionamento familiar dele na infância e adolescência. Eu já esperava por isso, é bem triste na verdade. Uma coisa levou ao outra, James não estava pegando as melhores ondas. Perdido, sozinho, sem perspectivas de futuro algum ele passa a viver nas ruas e as drogas se tornam um problema, um vício.

James agora tinha duas bocas para alimentar, o trabalho nas ruas teria que ser mais pesado. Mas o que ele não contava era que Bob seria sua salvação, quando o gato resolve acompanha-lo e se torna o centro das atenções, receber alguns trocados pela sua música (ou por Bob) fica muito mais fácil. As pessoas se veem encantadas com Bob. Quando se é morador de rua as pessoas o tratam como uma não-pessoa, ninguém sequer falava ou se importava com a existência de James. Mas com Bob, sua presença era notada, ele era mais que apenas um pedinte em Londres. Eles juntos eram os dois mosqueteiros e Bob acaba se tornando uma celebridade. Aliás, o livro despertou em mim a vontade de conhecer Londres de pertinho, Google Imagens me acompanhou nessa viagem.

Bob será a companhia, o amigo e a motivação que James precisa para se livrar das drogas de uma vez. Nem pensem que o livro não tem seus momentos de tensão, as ruas estão repletas de pessoas maldosas, ninguém é de ferro, nem mesmo um gato de rua. Óbvio que me envolvi e me apeguei ao gato assim como James. Aposto que você também será fisgado por essa história de amizade e assim como eu, acabará o livro querendo um autógrafo do Bob.

17 comentários:

  1. Olha, essa temática de animais que mudam a vida das pessoas me atrai de certa maneira. Já li Marley & Eu e adorei. Até que esse me chamou a atenção.

    Abraço
    Lucas
    ondeviveafantasia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ótima resenha! Não vejo a hora de ler sobre o Bob! Eu senti vontade de ler assim que olhei para a capa! Agora, depois da sua resenha, sei que preciso lê-lo o quanto antes!!
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Confesso não ser muito fã de gatos, mas tenho certeza de que quando ler esse livro, vou chorar litros de emoção!

    ResponderExcluir
  4. Eu quero taaaanto esse livro, pra poder ficar lendo andando atras da minha mãe até ela começar a gostar de gatos e me deixar ter um <3
    Será que o Bob é tão apaixonante assim? ehehe
    Ótima resenha, só aumentou a vontade de ler

    ResponderExcluir
  5. Fico com muita vontade de ler esse livro. Me encanto só de ler a resenha, ainda mais ler o livro. Imagine. i like so much this book. oh my cat ! é bem incrivel como o humano e animal de juntam e criam esse afeto e as coisas acontecendo. Quero mt ler esse livro. Bem tocante.

    ResponderExcluir
  6. Louco para ler esse livro \o vejo bastante resenha sobre ele e achei a historia muito fofa *_*

    ResponderExcluir
  7. Sou apaixonada por gatos, muito mesmo, então acredito que vou gostar demais deste livro...
    Não sou muito de ler livros com animais de personagens mas vou dá uma chance para este...

    ResponderExcluir
  8. Também adoro gatos... Como disse a moça acima, também não costumo ler livros com animais, não consegui ler Marley e Eu por exemplo, mas como nesse caso é um gatinho acho que talvez eu goste :B
    Legal frisarem a história do cara também, acho que será interessante.

    ResponderExcluir
  9. Sou apaixonada por gatos e também não leio livros com animais, geralmente são livros parados demais.
    Não sei se gostaria do livro, procurarei saber mais ;)

    ResponderExcluir
  10. O meu chegou hoje pelo correio! Estou louca para ler ele, pena já estar lendo outro livro :/

    Roberta - www.apenasumtrecho.com

    ResponderExcluir
  11. Essa é uma história que vale a pena ser contada. Fofa demais e tem essa lição tão linda, a de amizade. Gostei dele e queria muito ler.

    ResponderExcluir
  12. Vi no shopping, fiquei interessada p ler ele, espero que eu ganhe ele no top comentarista shuash
    sonholiterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Ganhei este livro e comecei a ler e estou amando. Livros e filmes deste gênero me agradam muito. Amo animais!!!

    ResponderExcluir
  14. Eu já amo gatos, e esse livro me conquistou só por falar de um. Eu tenho mais do que certeza que eu vou chorar horrores lendo este livro, por que é lindo demais!

    ResponderExcluir
  15. pena q n curto gatos -.-'

    ResponderExcluir
  16. Este livro é do tipo que você ler e te passa uma boa mensagem. Quando vi a capa achei a coisa mais fofa do mundo e quando li a sinopse e algumas resenhas sobre ele senti que ele me passaria algo realmente bom. Como um homem que não tem nada, dá o pouco que tem a um gatinho lindo? Serio, gente ainda existem pessoas com coração *-*

    ResponderExcluir
  17. Amei sua resenha, adoro gato. Mas a história em sim não me chamou a atenção..

    ResponderExcluir

Não esqueça de dar sua opinião nesse espaço.Seu comentário é muito importante.
O QUE ACHOU DESSE POST?

Resenhas

Alien - Alan Dean Foster
A tripulação da nave Nostromo é despertada antes do tempo de seu sono criogênico. Misteriosos sinais vindos dos confins do espaço são recebidos pelo computador de bordo, e a equipe é acionada para...
Star Wars: Um Novo Amanhecer - John Jackson Miller
Desde os terríveis acontecimentos em STAR WARS - Episódio III: A vingança dos Sith, quando todos os Jedi foram perseguidos e condenados à morte, Kanan Jarrus tem...
Eu, Robô - Isaac Asimov
Eu, robô reúne os primeiros textos de Isaac Asimov sobre robôs, publicados entre 1940 e 1950. São nove contos que relatam a evolução dos autômatos através do tempo, e que contêm em suas páginas, pela...
Nosferatu - Joe Hill
ictoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa...

RESENHAS MAIS ANTIGAS

LEIA MAIS

Resenhas

Só por Hoje e para Sempre - Renato Russo
Entre abril e maio de 1993, Renato Russo passou vinte e nove dias internado numa clínica de reabilitação para dependentes químicos no Rio de Janeiro. Durante...
Espinho de Prata - Raymond E. Feist
Durante quase um ano, a paz reinou nas terras encantadas de Midkemia. Porém, novos desafios aguardam Arutha, o Príncipe de Krondor, quando Jimmy, o mais jovem...
Roleta Russa - Jason Matthews
Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de...
A Desconhecida - Peter Swanson
Uma história sombria, em uma atmosfera romântica e um quê de Hitchcock, sobre um homem que fora arrastado para uma trama irresistível de paixão e assassinato quando um antigo amor reaparece em uma noite de...

MAIS LIDAS

LEIA MAIS