[Resenha] A Escolha - Nicholas Sparks

8 de mai de 2013
A Escolha - Nicholas Sparks
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788563219299
Ano: 2012
Páginas: 303
Classificação:
Página do livro no Skoob

Travis Parker possui tudo o que um homem poderia ter: a profissão que desejava, amigos leais, e uma linda casa beira-mar na pequena cidade de Beaufort, Carolina do Norte. Com uma vida boa, seus relacionamentos amorosos são apenas passageiros e para ele, isso é o suficiente. Até o dia em que sua nova vizinha, Gabby, aparece na porta. Apesar de suas tentativas de ser gentil, a ruiva atraente parece ter raiva dele. Ainda sim, Travis não consegue evitar se engraçar com Gabby e seus esforços persistentes o levam a uma jornada que ninguém poderia prever. Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz confrontar a questão mais cruel de todas: Até onde você iria manter o amor de sua vida?
Resenha: 
Não faço parte do grupo de leitores que amam as estórias do Nicholas Sparks mas admito que já li quase todos. Por curiosidade? Sim. Mas também por achar a escrita do autor tão leve que acaba se encaixando perfeitamente nos momentos que preciso ler algo assim.

Travis Parker é um solteirão sedutor porém não-cafajeste, só o Sparks pra criar um personagem assim. Amante de esportes radicais, veterinário e dono de um boxer chamado Moby. Ele vive rodeado de seus amigos e suas esposas com filhos, é perceptível que ele se sente deslocado ali, mesmo sendo amado por todos. Já Gabby Holland, dona de um collie puro sangue, Molly, é o oposto, ela não tem nenhum amigo e namora Kevin. Seu relacionamento não anda bem mas ela tem a esperança de casar-se com ele. Travis e Gabby são vizinhos.

Duas pessoas com vidas totalmente diferentes se envolvem a partir de um amor em comum, os cães. O livro é dividido em duas partes, na primeira vamos ler sobre Travis e Gabby se aproximando e apaixonando-se. E já vamos conferir muitas escolhas entre os dois. Gabby vai abandonar seu namorado? Travis é o homem de sua vida? Ela está fazendo a escolha certa? Na segunda parte a estória  se torna tão diferente que achei estar lendo outro livro. Uma tragédia acontece e me fez praticamente esquecer tudo que tinha lido desde o início, achei forçado,  muito triste e a linha de raciocínio me pareceu confusa. Os diálogos, que são muitos, ficam claro que são para nos apegarmos aos personagens, e tiveram sucesso. Quase chorei nos capítulos finais e quando tudo parece perdido, vem o Nicholas e faz a gente suspirar de alívio.

Mesmo com uma narrativa que não me agradou por motivos de "como um livro pode ser tão divergente?", é válida a leitura. Fãs do gênero vão adorar, claro. Os personagens secundários deixam a leitura mais gostosa,  e o autor continua despertando emoções que só ele consegue despertar em um livro. Pelo menos em mim.

14 comentários:

  1. Gosto muito da narrativa do Sparks, mesmo com tragédias e dramalhões, acho q ele consegue nos prender na leitura. Esse livro particularmente me envolveu demais e eu fiquei ansiosa em descobrir qual seria a escolha do Travis!!!

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito como Nicholas Sparks, narram e faz seus livros, recheados de suspenses, romances, segredos, tenho esse livro, mais ainda não li, pois tá na lista, acredito que assim como o livro, o mundo é feito de escolhas, que podem ser positivas ou negativas, é saber o momento certo para fazer suas escolhas...
    Amei a resenha...
    :)

    ResponderExcluir
  3. Outro livro do Nicholas Sparks para a minha lista.
    Fiquei curiosa com o fato do livro ser dividido em duas partes que faz o leitor ter a ideia de estar lendo um livro diferente.

    ResponderExcluir
  4. Interessante o livro nunca li nada de Nicholas Sparks, e eu preciso ler alguma coisa dele, mas eu estou com uma lista de livros então só estou a a espera de uma oportunidade.

    ResponderExcluir
  5. Ana Maria :)07:17

    Adorei sua resenha. Tudo de Sparks se torna especial, ele escreve magicamente...

    ResponderExcluir
  6. Gostei desse, me parece que é melhor do que os outros dele, eu achei. Ate pq acho que todo livro dele lembra outro, impressionante rs.

    ResponderExcluir
  7. Eu também não me considero uma fã do Nicholas Sparks mas eu sempre digo que ele escreve super bem e por isso seus livros merecem ser lidos. Eu li A escolha, foi o segundo livro que li do autor, e achei tão estranho, acho que fiquei com a mesma sensação que você de que alguma coisa não fazia muito sentido depois do início quando o personagem descreve sua chegada ao hospital, eu passei o livro inteiro me perguntando como aquilo se conectava com o romance entre os dois personagens que é descrito logo depois, e no final tudo fez sentido, inclusive a culpa.

    ResponderExcluir
  8. Estou lendo e sinceramente estou adorando! A Escolha é mais um dos romances do Nicholas que eu adoro, dois vizinhos, amor por cachorros e um romance que do nada vira tudo! *-*

    ResponderExcluir
  9. já li e amei a historia :3 recomendo ^^

    ResponderExcluir
  10. Não sou a maior fã do Sparks, mas também gosto de ler, mesmo que sempre ocorra algo triste em suas histórias...Ah eu também leio pq gosto da escrita dele, dá pra passar o tempo ^^
    e realmente, ás vezes eu acho que ele faz o leitor se apegar demais ao personagem, não sei como ele consegue, mas eu adoro isso
    ahsahsha concordo:"Travis Parker é um solteirão sedutor porém não-cafajeste, só o Sparks pra criar um personagem assim"

    ResponderExcluir
  11. Já li do autor a Última Música e realmente amei. Faz tempo que estou de olho neste livro ( R$ aguardando). Mas estou bem curiosa! Quero saber se é verdade que todos os livros dele são " parecidos", mas se for assim eu vou gostar, porque gostei bastante do livro dele.

    ResponderExcluir
  12. Li esse livro no final do ano passado, e tenho a absoluta certeza de que depois do TFiOS e a trilogia dos Jogos Vorazes, é um dos melhores livros que já li! Emocionante ;')

    ResponderExcluir
  13. Gosto dos livros dele, esse eu ainda não li, mas fiquei com vontade agora.

    ResponderExcluir
  14. Estou com 3 livros do NS aqui em casa, poém ainda não tive coragem de lê-los, pois soube que ele sempre mata seus personagens favoritos e isto acaba comigo. Não entendo autores que fazem isso. Para que? Apenas para deixar seus leitores com raiva e tristes? A escolha é um dos livros que tenho, estou quase decidindo que ele será o primeiro a ler.

    ResponderExcluir

Não esqueça de dar sua opinião nesse espaço.Seu comentário é muito importante.
O QUE ACHOU DESSE POST?

TERROR

Jantar Secreto - Raphael Montes
Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de...
Jogos Macabros - R. L. Stine
Conhecido mundialmente por seus livros de terror e suspense, com centenas de milhões de exemplares vendidos, R. L. Stine desponta no cenário da ficção juvenil pela genialidade na criação de enredos sinistros...
Psicose - Robert Bloch
O clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O livro teve dois lançamentos no Brasil, em 1959 e 1964...
Nosferatu - Joe Hill
Victoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa...
O Vale dos Mortos - Rodrigo De Oliveira
Com passagens por Brasília, Estados Unidos, China e França, O Vale dos Mortos baseia-se na profecia de que um planeta intruso ao sistema solar, ao raspar por nossa...

FANTASIA/ POLICIAL

LEIA MAIS

ESPECIAIS ♥

Juntando os Pedaços - Jennifer Niven
Jack tem prosopagnosia, uma doença que o impede de reconhecer o rosto das pessoas. Quando ele olha para alguém, vê os olhos, o nariz, a boca… mas não consegue juntar...
O Livro de Memórias - Lara Avery
Sammie sempre teve um plano: se formar no ensino médio como a melhor aluna da classe e sair da cidade pequena onde mora o mais rápido possível.E nada vai ficar em seu caminho — nem mesmo uma rara doença...
Simon vs. a agenda Homo Sapiens - Becky Albertalli
Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da...
Quando finalmente voltará a ser como nunca foi - Joachim Meyerhoff
Isso é normal? Crescer entre centenas de pessoas com deficiência física e mental, como o filho mais novo do diretor de um hospital...
Eu Te Darei o Sol - Jandy Nelson
Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia...

POLICIAL

LEIA MAIS