[Resenha] Um mundo brilhante - T.Greenwood

5 de mar de 2012
Um Mundo Brilhante - T. Greenwood
Editora Novo Conceito
ISBN: 9788563219411
Ano: 2012
Páginas: 336Página do livro no skoob
Classificação: 

Quando o professor Ben Bailey sai de casa para pegar o jornal e apreciar a primeira neve do ano, ele encontra um jovem caído e testemunha os últimos instantes de sua vida. Ao conhecer a irmã do rapaz, Ben se convence de que ele foi vítima de um crime de ódio e se propõe a ajudá-la a provar que se tratou de um assassinato. Sem perceber, Ben inicia uma jornada que o leva a descobrir quem realmente é, e o que deseja da vida. Seu futuro, cuidadosamente traçado, torna-se incerto, pois ele passa a questionar tudo à sua volta, desde o emprego como professor de História, até o relacionamento com sua noiva. Quando a conheceu, Ben tinha ficado impressionado com seu otimismo e sua autoconfiança. Com o tempo, porém, ela apenas reforçava nele a sensação de solidão que o fazia relembrar sua infância problemática. Essa procura pelas respostas o deixará dividido entre a responsabilidade e a felicidade, entre seu futuro há muito planejado e as escolhas que podem libertá-lo da delicada teia de mentiras que ele construiu. Esta, enfim, é uma história fascinante sobre o que devemos às pessoas, o que devemos a nós mesmos e o preço das decisões que tomamos.
Resenha:
Ben Bailey é professor durante o dia e trabalha em um bar durante a noite.Nas horas vagas enrola sua namorada,Sara,que é enfermeira no hospital local.Isso mesmo que voces leram,"enrola". Ben é um homem triste e indeciso.  Eu nunca tive tanto ódio lendo um livro.É muita falta de carater e vergonha na cara.
Entendam. Em um belo dia Ben acorda e encontra um rapaz desacordado e machucado na calçada de sua casa.Então resolve ir para o hospital ver o estado do homem,conhece então Shadi,irmã do rapaz agora morto.Pronto,vai começar a palhaçada. Ben carrega uma dor parecida com a de Shadi.Quando era criança ele perdera sua irmã de 11 anos e de certa forma ainda não superara essa dor. Agora me expliquem desde quando se identificar com uma pessoa é motivo de trair a namorada? Apartir daí,Ben e Shadi começam a se envolver,digamos que afetivamente,se é que me entendem e começam a investigar a morte de Ricky.
O relacionamento de Ben e Sara não é mais o mesmo,Sara anda distante e Ben não toca no assunto casamento. Durante as investigações de Ben e Shadi,que acontecem sem Sara saber de absolutamente nada,eles descobrem muitas e muitas coisas,pessoas importantes estão envolvidas nessa morte aparentemente causada pelo álcool.

Ben estava decidido a terminar com Sara e ficar com Shadi. O que eu super apoio,porque você manter um relacionamento na base das mentiras e traindo,é inaceitável.(Deixo a dica para todos vocês que pensam em um dia namorar comigo,risos.) Mas adivinhem? Sara engravida e Ben desiste.Mesmo desejando Shadi com todas as suas forças ele se prende numa relação sem amor por causa de uma criança. O que eu super não apoio.Eu numa situação dessa,ficaria com a Shadi mas podem ter a certeza que seria o melhor pai do mundo. Não abriria mão da minha felicidade de jeito nenhum.

Vou parar por aqui,o final do livro me deixou indignadíssimo. Leiam e venham concordar comigo nos comentários,vamos demonstrar todo o nosso nojo por essa criatura desprezível que é o Ben. Adoro quando livros mexem comigo desse jeito.

2 comentários:

  1. Ok acho que você ficou com um pouco...de raiva desse livro rsrs mas como não li não posso saber o porque

    ResponderExcluir
  2. kkkk amei, amei sua resenha, e compartilho sua opinião, se é pra ficar traindo é melhor deixar a pessoa, e buscar sua felicidade e deixa a outra pessoa também achar sua felicidade. E também, que filho não deve prender ninguém numa relação, pois fazer algo por obrigação não traz felicidade para ambas as partes envolvidas. E não quero ler o livro, pois confio na sua opinião e vou ficar chateada...

    ResponderExcluir

Não esqueça de dar sua opinião nesse espaço.Seu comentário é muito importante.
O QUE ACHOU DESSE POST?

Resenhas

Alien - Alan Dean Foster
A tripulação da nave Nostromo é despertada antes do tempo de seu sono criogênico. Misteriosos sinais vindos dos confins do espaço são recebidos pelo computador de bordo, e a equipe é acionada para...
Star Wars: Um Novo Amanhecer - John Jackson Miller
Desde os terríveis acontecimentos em STAR WARS - Episódio III: A vingança dos Sith, quando todos os Jedi foram perseguidos e condenados à morte, Kanan Jarrus tem...
Eu, Robô - Isaac Asimov
Eu, robô reúne os primeiros textos de Isaac Asimov sobre robôs, publicados entre 1940 e 1950. São nove contos que relatam a evolução dos autômatos através do tempo, e que contêm em suas páginas, pela...
Nosferatu - Joe Hill
ictoria McQueen tem um misterioso dom: por meio de uma ponte no bosque perto de sua casa, ela consegue chegar de bicicleta a qualquer lugar no mundo e encontrar coisas perdidas. Vic mantém segredo sobre essa...

RESENHAS MAIS ANTIGAS

LEIA MAIS

Resenhas

Só por Hoje e para Sempre - Renato Russo
Entre abril e maio de 1993, Renato Russo passou vinte e nove dias internado numa clínica de reabilitação para dependentes químicos no Rio de Janeiro. Durante...
Espinho de Prata - Raymond E. Feist
Durante quase um ano, a paz reinou nas terras encantadas de Midkemia. Porém, novos desafios aguardam Arutha, o Príncipe de Krondor, quando Jimmy, o mais jovem...
Roleta Russa - Jason Matthews
Desde pequena, o sonho de Dominika Egorova era fazer parte do Bolshoi, o balé mais importante da Rússia. Após ser vítima de uma sabotagem, porém, ela vê sua promissora carreira se encerrar de...
A Desconhecida - Peter Swanson
Uma história sombria, em uma atmosfera romântica e um quê de Hitchcock, sobre um homem que fora arrastado para uma trama irresistível de paixão e assassinato quando um antigo amor reaparece em uma noite de...

MAIS LIDAS

LEIA MAIS